Incertezas (ou possíveis possibilidades)

Deparei-me hoje com uma frase antiga:

Tudo é possível na incerteza das possibilidades“.

Escrita num contexto diferente, numa época diferente, mas que cada vez mais me traz a certeza da incerteza, mas também das possibilidades que que isso traz.
Com o tempo vamos mudando, dirão os eruditos que vamos crescendo “em sabedoria e graça”, que vemos o mundo com os olhos dos adultos.. e aqui existem duas possibilidades que se destacam pelos extremos: ou se acredita que todas as possibilidades poderão ser boas, ou se acreditas que todas as possibilidades poderão ser más. A primeira, própria dos sonhadores, das crianças e dos inocentes, a segunda, própria dos cínicos, dos “velhos do Restelo” e dos deprimidos.

E eis que surge a pergunta: “E tu, onde te encontras?”

Fácil: a vagar entre elas, onde “tudo é possível na incerteza das possibilidades”!