Todos por alguns

O Fisco passará a cobrar as cotas em atraso devidas às ordens profissionais. Quando os transportes de Lisboa e do Porto têm deficits quem os paga é o estado. O que é que isto tem em comum? Em ambos os casos temos o estado (portanto todos os contribuintes) a servir interesses particulares. Não é compreensível... Continue Reading →

Verdade, ecologia e Nicolas Hulot

Em nome da coerência e também para evitar ilusão de que o trabalhoecológico imprescindível está a ser feito, Nicolas Hulot, ex-ministro do ambiente francês, demitiu-se desiludido com a sua impotência para mudar o que devia já ser prioritário e até obrigatório.   Há muito que pequenas medidas são tomadas para minimizar as violências ecológicas a que submetemos... Continue Reading →

Saber realizar (ou manipulação)

Há uma irritação que me atormenta há muito tempo: A filmagem de performances de dança e movimento em programas de televisão. Por alguma razão os realizadores de programas televisivos fazem escolhas de planos aleatórios quando estão a filmar performances com muitas dinâmicas num palco. Poder-se-ia argumentar com a "desculpa" do directo mas isso, além de... Continue Reading →

O Ex Primeiro Ministro e a Cátedra

Passos Coelho, não é um académico, não é sequer um intelectual e talvez até nem tenha os mesmos conhecimentos que outros professores, mas tem a vivência única de ter sido o principal governante de uma nação em tempos de resgate financeiro.

Café Progresso

O Café Progresso no Porto já foi mesa de trabalho de estudantes, escritores, políticos, mas sobretudo portuenses. Há alguns meses mudou; passou a ser ainda mais bonito, mais moderno, mas também mais caro. É um sítio excelente para se demorar num pequeno-almoço onde, se pode ter a privacidade e calma para ler um livro, admirar... Continue Reading →

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑